Naça vai à Manacapuru e traz um empate 2×2

Princesa do Solimões e Nacional empataram em 2 a 2 no estádio Gilberto Mestrinho, em Manacapuru (a 84 quilômetros de Manaus), na tarde desta quarta-feira (24). O Naça esteve duas vezes na frente do placar com gols marcados por Paulo Roberto e Jefferson Siqueira, mas o Tubarão buscou o empate com os tentos de Weverton e Branco.

Apesar do resultado deixar aberto a segunda partida, é o Nacional que joga pelo empate. Como fez a melhor campanha na primeira fase, o Leão tem a vantagem de dois resultados iguais para conseguir a classificação.
Logo que o árbitro autorizou o começo da partida, o Nacional já se lançou ao ataque. Com 47 segundos, Alexsandro passou pela defesa e chutou, mas a bola ficou com o goleiro Raisci.

A primeira chance do Princesa aconteceu só aos quatro minutos quando Branco recebeu na esquerda, matou no peito, passou pelo defensor e cruzou para a área buscando a cabeça de Weverton, mas o jogador não conseguiu completar para o gol.

Tanta demora para o time da casa ter seu primeiro lance de perigo pode ser explicada pela linha de quatro na defesa do Nacional que não deixava o adversário jogar. Quando tinha a bola, o Naça era rápido e acertava passes longos. Um desses passes chegou na esquerda para Paulo Roberto, ele dominou a bola, passou por dois defensores e, meio sem ângulo chutou no canto de Raisci, que não teve chance de defesa. O Nacional abria o placar aos 27 minutos.

Paulo Roberto quase ampliou o placar após chutar à meia altura na entrada da área, mas Raisci, dessa vez defendeu.

O Princesa continuava tentando furar o bloqueio do Nacional. Uma das poucas vezes que conseguiu foi com Branco pelo lado direito. Sozinho, o centro avante entrou na área, caiu e o juiz interpretou como falta do goleiro Marcelo Valverde. Pênalti. Weverton cobrou aos 43 minutos e empatou a partida.

Na volta para o segundo tempo, o Nacional seguiu pressionando o Tubarão, que mostrando sinais de cansaço, se defendia como podia. Como no Chute de Paulo Roberto na entrada da área defendido e pelo arqueiro do Princesa.

Porém em alguns lances, o time de Manacapuru contou com a sorte. Aos quatro minutos, Diego cobrou falta e Jefferson Siqueira, mergulhou e cabeceou. A bola passou ao lado do gol. Aos oito, Charles recebeu e entrou na área, Raisci, que havia saído do gol, já estava fora da jogada, mas o jogador do Nacional se atrapalhou e acabou deixando a bola sair.

Mas não dá pra contar com a sorte sempre e quando Alex cobrou escanteio aos 13 minutos e a zaga do Princesa tirou, a bola voltou com o jogador nacionalino que levantou para a área e Jefferson Siqueira cabeceou para o gol. Nacional 2 a 1.

Atrás no placar, Alberone colocou Marinelson em campo, que deu mais velocidade ao jogo do Princesa. Em uma das suas jogadas rápidas, ele cruzou para a área buscando Branco, mas o jogador chegou atrasado.E a entrada do camisa 11 do Princesa fez o Tubarão crescer no jogo. Logo o time passou a ir mais ao ataque e fou recompensado com o empate. Aos 25, Getúlio virou o jogo para Marinelson na esquerda, com dois marcadores em cima, ele dominou, girou e rolou para Branco que chegou chutando para o gol.
As duas equipes voltam a se encontrar na próxima quarta-feira (30) às 20h, na Arena da Amazônia para decidir quem chega à final do Barezão.

Comments

comments