Naça joga bem e empata com o Remo 1×1

No reencontro dos Leões do Norte, Clube do Remo e Nacional-AM, em partida de ida válida pelas quartas de final da Copa Verde, o empate em 1 a 1 premiou a apatia azulina, em contraste com a vontade dos visitantes, que agora têm a vantagem de decidir no próximo dia 9, na Arena da Amazônia, em Manaus, a passagem para a semifinal da competição. Um empate sem gols classifica o Naça.
Zagueiro Índio foi um mostro em campo
Nem a noite seca e os quase dez mil torcedores foram suficientes para inspirar a onzena remista, distante da partida, com um toque de bola falho, sem objetividade nas jogadas e ausência de articulação. A apatia abriu espaços para o Nacional, aproveitando-se da sonolência adversária para conquistar as melhores chances do primeiro tempo. Numa delas, aos 32 minutos, em cobrança de falta pela direita, o atacante Fabiano se antecipou à zaga e escorou de cabeça, abrindo o placar no Mangueirão.
O gol sofrido provocou a reação da torcida. O técnico Charles Guerreiro, por pouco, não mexeu no time ainda no primeiro tempo, mas esperou o apito final para lançar Ratinho, Zé Soares e Athos. O roedor azulino colocou fogo nos primeiros minutos, mas logo sentiu o joelho e deu lugar a Athos. O Nacional, acuado em campo, também mexeu: saíram Negretti, Éder e Jeferson Recife e entraram Rafael Morisco, Erick e Ramon, respectivamente.
Dupla de zaga não deu chance para o ataque do Remo
O Remo se armou com velocidade, mas o esforço logo caiu na mesmice, com o meio-campo travado, uma vez que a bola pouco chegava a Athos. O armador conseguiu poucas jogadas, e nas certeiras, deixou os companheiros na área, que, mais uma vez, pecaram nas finalizações.
Porém, o Remo chegou ao empate. O gol só saiu aos 20 da etapa final, quando Alex Ruan entrou na área pela esquerda e bateu cruzado, para Zé Soares desviar e evitar a derrota em casa.
Nacional-AM e Remo se enfrentam no próximo dia 9 de março na inauguração da Arena Amazonas, em Manaus. Para conseguir uma vaga na semifinal da Copa Verde, o Leão precisa de qualquer empate acima de um gol ou de uma vitória por 1 x 0, com o resultado de 1 x 1 o jogo vai para os pênaltis.
Fabiano infernizou a zaga do Remo
FICHA TÉCNICA:
REMO: Fabiano; Levy (Ratinho/Zé Soares), Carlinhos Rech, Max e Alex Ruan; Dadá, Jhonnatan, Ilailson e Eduardo Ramos (Athos); Thiago Potiguar e Val Barreto. Técnico: Charles Guerreiro
NACIONAL: Jairo; Daílson; Índio, Rodrigão e Fabinho; Romarinho, Negreti ( Rafael Morisco), Chapinha e Éder (Erick Vinicius); Fabiano e Jeferson Recife (Ramon). Técnico: Francisco Diá.
Cartão amarelo: Jeferson Recife (Nacional), Chapinha (Nacional), Éder (Nacional), Alex Ruan (Remo), Romarinho (Nacional), Carlinhos Rech (Remo), Negreti (Nacional), Ramon (Nacional), Rodrigão (Nacional)
Árbitro: Jânio Pires Gonçalves (TO)
Assistentes: Carlos André Sousa (MA) e Sandro do Nascimento Medeiros (MA)

Local: Estádio Mangueirão, Belém (PA).
Fabiano marca e comemora com os companheiros

Comments

comments

239 comentários em “Naça joga bem e empata com o Remo 1×1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.